Blog

O que é Indústria 4.0 e como ela vai revolucionar seu negócio

Notícias envolvendo pesquisas e testes com robôs, inteligência artificial e outras tecnologias têm se tornado frequentes. Há poucos anos, quando poderíamos imaginar um drone transportando um órgão para transplante, ou sermos  guiados por um carro automático, ou até mesmo “conversar” com um pão? As novas tecnologias estão revolucionando o mundo como conhecemos, e é sob este cenário que você precisa entender o que é a Indústria 4.0 e como ela vai impactar seu negócio.

O termo Indústria 4.0 surgiu em 2011 durante em evento na Alemanha e representa a quarta revolução industrial, marcada pela convergência de tecnologias digitais, físicas e biológicas. Apesar de sua adoção pelas empresas estar ainda só no começo – menos de 25% das empresas brasileiras utilizam as tecnologias da indústria 4.0 mais recentes e 62,2% não estão se movimentando para a adoção das tecnologias –, a Indústria 4.0 promete mudar completamente nossa sociedade.

“Estamos a bordo de uma revolução tecnológica que transformará fundamentalmente a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos. Em sua escala, alcance e complexidade, a transformação será diferente de qualquer coisa que o ser humano tenha experimentado antes”, diz Klaus Schwab, autor do livro A Quarta Revolução Industrial, publicado em 2016.

Mas não se engane, os benefícios da Indústria 4.0 podem estar mais próximos do seu negócio do que imagina e em pouco tempo podem transformar os resultados e otimizar os processos da sua empresa. Embarque com a gente nesta jornada e descubra as vantagens de aderir às novas tecnologias em seu negócio.

O Que é Indústria 4.0?

Antes de entender mais profundamente o que é Indústria 4.0, é importante que você se contextualize e entenda as três revoluções anteriores:

Indústria 1.0

A primeira revolução Industrial teve início no final do século XVIII e foi marcada pela invenção da máquina a vapor, permitindo a mecanização da indústria e a melhoria da capacidade produtiva.

Indústria 2.0

A segunda ocorreu do final do século XIX até meados do século XX e foi caracterizada pela invenção da energia elétrica e pela utilização dos métodos científicos de produção, culminando com a fábrica de produção em massa, cujo exemplo mais famoso é linha de montagem de Henry Ford em 1913.

Indústria 3.0

A tecnologia da informação marcou a terceira revolução industrial, ocorrida no final da década de 1960, sendo responsável pela automatização de tarefas mecânicas e repetitivas, sendo responsável pela total integração entre a ciência, a tecnologia e a produção.

Indústria 4.0

A quarta revolução industrial é a que vivemos atualmente e é marcada pela convergência de tecnologias digitais, físicas e biológicas. Diferentemente das revoluções anteriores, que possuíam uma tecnologia “matriz” que impulsionava a revolução industrial (como a máquina a vapor, por exemplo), na Indústria 4.0 várias tecnologias são protagonistas em uma integração de componentes físicos e virtuais, chamados de sistemas cyber-físicos. As principais tecnologias responsáveis pela quarta revolução são:

  • Impressão 3D;
  • Robótica avançada;
  • Nanotecnologia;
  • Internet das Coisas;
  • Inteligência Artificial;
  • Big Data;
  • Computação em Nuvem;
  • Sistemas de Simulação;
  • Sistemas M2M;
  • Biologia sintética.

Outro fator que difere a Indústria 4.0 de seus antecessores é a velocidade das transformações. Enquanto nas revoluções anteriores as mudanças eram a passos lentos, vemos agora uma velocidade nos avanços sem precedentes e que impacta em diversos segmentos e setores.

Agricultura 4.0, logística 4.0, farmácia 4.0, RH 4.0, entre outros, são extensões da indústria 4.0 e buscam aplicar esse novo conceito às suas realidades e particularidades, de forma que em pouco tempo a sociedade como hoje conhecemos será apenas uma lembrança distante.

Quais os benefícios da Indústria 4.0?

Segundo dados da ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial), a adoção de conceitos da indústria 4.0 no Brasil pode gerar uma economia de R$ 73 bilhões ao ano. Essa economia envolve ganhos de eficiência, redução nos custos de manutenção de máquinas e consumo de energia.

Outros dados apontam o mesmo caminho. A Accenture, por exemplo, estima que a implementação das tecnologias ligadas à Internet das Coisas na indústria tem potencial de contribuir com US$ 14,2 trilhões para a produção mundial até 2030. Já estudo da McKinsey afirma que a aplicação da IoT na indústria pode reduzir os custos de manutenção em até 25%, reduzir as interrupções não planejadas em até 50% e prolongar a vida útil das máquinas em anos.

Contudo, além dos benefícios financeiros, outras vantagens são esperadas, como:

  • Aumento na produtividade;
  • Mais eficiência na utilização de recursos;
  • Agilidade para lançamento de novos produtos;
  • Mais qualidade em serviços e produtos;
  • Otimização logística
  • Redução do impacto ambiental;
  • Maior flexibilidade da linha de produção;
  • E muitos outros.

Os avanços tecnológicos da Indústria 4.0 estão apenas no começo. No entanto, as organizações que aderirem a ela sairão à frente de seus concorrentes.

A Effortech viabiliza soluções em IoT e conectividade e pode ajudar a sua empresa a dar os primeiros passos na adoção de tecnologias da Indústria 4.0. Fale agora mesmo com um de nossos consultores e veja como podemos ajudar sua empresa.